Qual ano considerar na consulta da tabela Fipe

Qual ano considerar na consulta da tabela Fipe? Qual é o ano que temos que usar como referência quando o assunto é pesquisa comum na tabela? Vale a pena usar a tabela Fipe como base para precificação de veículos ou não? Posso cobrar mais caro do que a tabela Fipe usa como referência? É fácil de vender pela Fipe?

Vender e comprar veículos no Brasil nunca foi tão fácil do que depois que a tabela Fipe foi criada. Através dela, podemos definir valores fixos para todos os veículos que andam nas ruas brasileiras, desde os modelos mais novos até os mais antigos, das décadas de 70, 80 e 80, verdadeiras raridades.

No conteúdo de hoje, falaremos justamente sobre o uso da tabela Fipe em favor da precificação de veículos. Portanto, se você busca entender sobre qual ano considerar na consulta da tabela Fipe, recomendamos que nos acompanhe até o final do conteúdo para saber mais sobre o assunto. Vamos lá, leia com a gente!

Qual ano considerar na consulta da tabela Fipe?

E então, qual ano considerar na consulta da tabela Fipe? Chegamos então ao tópico principal de nosso conteúdo, onde explicamos de forma clara sobre o ano referência que você deve usar para a precificação do veículo. Apesar de ser algo muito simples, um grande número de pessoas se confundem quanto ao ano.

Isso acontece porque pensam que o ano de referência para o valor é o ano em que o carro foi fabricado: nada mais errado. Se você usar o ano referência de fabricação de uma EcoSport 2006, por exemplo, estará perdendo dinheiro, pois ela era mais barata do que é hoje, mesmo usada.

O ano do veículo será sim o de sua fabricação e modelo, mas o ano referência para o valor é o atual. Então, isso significa que se você está lendo essa matéria em 2022, o ano a considerar é o de 2022. Caso esteja lendo em 2023, o ano a considerar para referência de valor é 2023, e assim por diante.

Posso cobrar mais caro do que a Fipe?

E eu posso cobrar mais caro do que a própria Fipe? Sim e não, depende muito do nível de conservação do seu veículo. O preço da Fipe é usado como uma verdadeira estratégia por muitas pessoas que querem vender seus veículos. Assim, você pode usá-la como base para receber um valor igual ou superior.

Imagine que você tem um Creta 2022 completamente conservado. O carro está inteiro, com peças originais, nunca batido e pneus novos, baixa quilometragem. Este é o claro estereótipo de veículo que pode ser cobrado acima da Fipe, entre 2 a 5 mil reais a mais. Mas, tenha em mente que será mais difícil de vendê-lo.

Você pode usar esse valor superior como isca, para receber o valor exato da Fipe: cobre 5 mil reais a mais do que a Fipe e os compradores lhe oferecerão o valor exato da tabela. Caso você já cobrasse de maneira direta o valor da Fipe, com certeza lhe pediria ainda mais descontos.

Quanto não cobrar mais caro do que a Fipe?

Você já sabe qual ano considerar na consulta da tabela Fipe, mas e quando devemos cobrar abaixo da mesma? Depende da situação: se o seu carro está inteiro, mas você tem pressa de vender para conseguir dinheiro, então deverá vender u m pouco abaixo do valor que a tabela recomenda como média nacional.

O mesmo acontece com carros que foram batidos, possuem quilometragem alta e já não são mais originais. E então, gostou das nossas dicas? Comente abaixo. Até a próxima!

Categorias Cars

Deixe um comentário