Apostas online em 2021: Uma retrospectiva mundial

Para o mundo dos jogos digitais, 2021 foi um ano interessante, com a pandemia tendo intensificado os lucros das opções encontradas na internet e diminuindo a popularidade dos estabelecimentos físicos. E o site especializado em iGaming, Sigma, recentemente publicou uma retrospectiva anual da indústria em um nível global com muitos detalhes. 

Publicidade

Antes de tudo, sempre foi esperado que novas oportunidades estivessem a caminho do setor. Segundo a consultora Research and Markets, por exemplo, o mercado de apostas globais poderia crescer de US$64.13 bilhões em 2020 para US$72.02 bilhões em 2021, com porcentagem aguardada de crescimento anual de 12.3%.

Além da dualidade físico x online, também se vem observando um contraste entre países – enquanto alguns reguladores europeus estão restringindo a legislação referente às apostas e cassinos online, essas atividades estão em vias de legalização ou foram legalizadas em vários estados dos EUA, no Brasil, Alemanha, entre outros lugares.

No Brasil, por exemplo, desde 2018 que operadoras virtuais de cassinos e de apostas podem funcionar caso tenham sede no exterior, e elas vêm fazendo bastante sucesso. As casas de apostas com bônus se tornaram ainda mais populares, já que combinam o amor do brasileiro pelo esporte e pela fezinha, oferecendo promoções tentadoras para que novos jogadores se cadastrem e deem os seus palpites. Também surgiram sites como o confiável.com, que analisa detalhadamente cada plataforma para que o usuário saiba se ela é segura e licenciada em seu país de origem. 

Novos mercados e legislações na Europa

Como mencionamos, em 2021 houve um aumento de restrições referentes ao iGaming em alguns países europeus, que vêm criando regulações mais complexas, Contudo, novos mercados surgiram, principalmente na Alemanha, Holanda e Ucrânia.

Em julho, o Estado alemão criou novas regulamentações permitindo máquinas de caça-níqueis virtuais, e poker e cassinos online. Hoje em dia, operadoras já podem tentar conseguir as suas licenças – contudo, o licenciamento anda complicado, já que a Alemanha se preocupa fortemente com a possibilidade do vício, e quer que as operadoras criem maneiras de proteger os jogadores.

Já a Holanda permite desde outubro que haja iGaming no país, contudo, é necessária uma licença da autoridade regulatória de jogatina KSA. Caso a plataforma seja licenciada em algum outro país, ela precisa ter ao menos um escritório registrado na União Europeia ou Espaço Econômico Europeu.

Em contrapartida, há mudanças em alguns países que dificultam a vida de empresas, como é o caso do Reino Unido. A Comissão de Apostas do Reino Unido (UKGC) anunciou que irá fazer algumas alterações para deixar os jogos mais seguros, como banir algumas ferramentas de caça-níqueis, como aquelas que aceleram o jogo ou que dão a ilusão de que você pode controlar o resultado.

Estados Unidos e Ásia

 Algo que muita gente não sabe é que, nos EUA, as leis são um tanto nebulosas a respeito de apostas esportivas e jogos online. Contudo, atualmente alguns estados já permitem completamente o cassino e poker online, assim como apostas esportivas (estes são New Jersey, Pennsylvania, Michigan, e West Virginia). Já outros permitem apenas os palpites, enquanto alguns possibilitam somente jogos de cassino, e não as apostas.

 Por outro lado, as Filipinas e Macau continuam os centros da indústria na Ásia. Mas além do âmbito virtual, o Japão está planejando abocanhar uma fatia do lucro dos estabelecimentos físicos, já que está construindo três resorts integrados.

 Explosão na América Latina

O mercado latinoamericano de iGaming vem sendo considerado o mais rico em potencial. A Colômbia foi o primeiro país a regulamentar essa indústria e, com quase 50 milhões de habitantes que amam apostar, acabou se tornando um parâmetro para alguns vizinhos por conta da sua única licença que cobre todos os jogos. Apenas no primeiro semestre de 2021, o setor de jogatina do país gerou US$6 milhões em vendas totais, o que mostra que a estratégia vem funcionando.

Já o Brasil está em uma batalha regulatória há anos, mas que finalmente parece estar em vias de acabar. O esperado é que ainda este ano sejam liberados os estabelecimentos físicos e a jogatina online de operadoras brasileiras..

Categorias Dinheiro

Deixe um comentário